top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

A ideação suicida na adolescência


O termo “ideação suicida” na adolescência refere-se aos pensamentos, fantasias ou planos relacionados com o suicídio que um adolescente pode ter.


A ideação suicida varia quanto às intensidade, frequência e gravidade, e nem sempre leva a uma tentativa de suicídio. No entanto, a presença de ideação suicida é um sinal de que o adolescente está a sofrer emocionalmente e precisa de ajuda.

Pelo número crescente de adolescentes em sofrimento emocional que insta em aumentar importa recordar os principais motivos pelos quais os adolescentes desenvolvem este quadro psicoemocional. Estes motivos são:


1. Problemas de saúde mental: depressão, ansiedade, perturbação bipolar, perturbação da personalidade, entre outros, aumentam significativamente o risco de ideação suicida na adolescência.


2. Fatores ambientais e sociais: situações traumáticas, abuso emocional, físico ou sexual, bullying, conflitos familiares, perda de um ente querido, problemas escolares e pressão social.


3. Isolamento social: falta de conexões sociais positivas e de apoio emocional.


4. Abuso de substâncias: como o álcool ou drogas.


5. Identidade e orientação sexual: adolescentes que se identificam como LGBTQ+ enfrentam um risco aumentado de ideação suicida devido à discriminação, rejeição familiar e falta de apoio social.


É importante que os pais, professores, profissionais de saúde e outros adultos responsáveis estejam atentos aos sinais de ideação suicida e atuem prontamente para ajudar o adolescente em crise.


Incentivar a comunicação aberta, oferecer apoio emocional, disponibilizar ao adolescente recursos de saúde mental adequados, como a psicoterapia, e retirar o acesso a meios letais são passos importantes na prevenção de comportamentos suicidas.

 

 

 

21 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

O papel da literacia financeira no desenvolvimento infantil

A incorporação de conhecimentos sólidos em Literacia Financeira (LF) é fundamental para o sucesso da Educação e para o exercício pleno da cidadania. Segundo a OCDE (Organização para a Cooperação e Des

“As máscaras que não queremos tirar”

Estamos em época carnavalesca e esta é uma fase em que também os adultos aproveitam para se fantasiar de personagens que gostavam de ter sido ou de figuras que lhes permitam ser quem naturalmente não

bottom of page