top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

A importância de desenvolver uma consciência de responsabilidade nas crianças


A infância é uma fase desenvolvimental cheia de desafios. Durante este período as crianças desenvolvem-se cognitiva, emocional, física e socialmente. Nesta fase, em muito os adultos contribuem para o desenvolvimento multidimensional equilibrado das crianças, traduzido na sua evolução educacional positiva.

 

O ensino de atividades práticas e responsabilidades domésticas às crianças ajuda-as a tornarem-se mais autossuficientes e promove uma consciência de responsabilidade, organização e colaboração.

 

De acordo com a investigadora Deborah Gilboa é essencial na educação das crianças a existência de um equilíbrio entre as responsabilidades escolares e as responsabilidades domésticas. No entanto, os pais tendem a priorizar desmedidamente a execução das tarefas escolares dos filhos e negligenciam o ensino de habilidades práticas e domésticas, igualmente importantes para o seu desenvolvimento.

 

Quando as crianças aprendem a assumir responsabilidades domésticas, não só adquirem habilidades práticas para o dia a dia como desenvolvem competências como autonomia, responsabilidade, organização e trabalho em equipa. Além disso, as crianças desenvolvem um sentido de pertença e colaboração na família.

 

Na sua investigação, Deborah Gilboa, concluiu que as crianças devem ser envolvidas nas tarefas domésticas antes dos 8 anos de idade. É claro que as tarefas a realizar devem ser adequadas à idade das crianças e não ser demasiado complexas para evitar a desmotivação. Por sua vez, as crianças querem imitar os adultos e esta é a altura ideal para ensiná-las a participar nas tarefas, fazendo-o com muita paciência. Além disso, estas tarefas devem ser simples e sem exigirem supervisão constante, podendo esta ser uma oportunidade para trabalhar a confiança dos pais nos filhos e a autoconfiança destes.

 

Ao motivar as crianças a participarem nas tarefas domésticas desde pequenas, está a ser dado um passo importante na promoção das suas autonomia, proatividade e responsabilidade. Além disso, importa recordar que as crianças não ajudam, mas participam e colaboram nas tarefas domésticas, como elemento familiar que são.

 

29 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Kommentare


bottom of page