top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

A importância de uma boa noite de sono na promoção do sucesso académico


A boa higiene do sono, ter um sono de qualidade ou uma boa noite de sono é fundamental para a promoção do sucesso académico. Este é um fator que impacta diretamente a capacidade de concentração, a memorização e o bem-estar físico e emocional dos estudantes.


O garante de uma boa noite de sono influencia positivamente o desempenho académico das crianças e dos jovens, particularmente das funções cognitivas essenciais neste processo.


Dormir bem ajuda a manter o cérebro em estado de alerta, após uma noite de sono. Já a sua ausência leva à fadiga e à diminuição da capacidade de concentração, tornando mais difícil manter o foco durante as aulas ou nos momentos de estudo.

Durante o sono, especialmente na fase de sono REM, uma fase de sono reparador, de maior relaxamento muscular, o cérebro processa e consolida as informações aprendidas durante o dia. Ora, uma boa noite de sono facilita a memorização e a aprendizagem de novos conceitos, o que é crucial para o desempenho académico.


A falta de sono regular tende a gerar irritabilidade, stresse e dificuldades em gerir as emoções. Estes desajustes psicofisioemocionais diminuem a motivação para estudar e a capacidade de enfrentar desafios académicos.


O sono insuficiente gera problemas de saúde como obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares, para além de comprometer o sistema imunitário. Manter uma boa higiene do sono, impacta positivamente na saúde física e esta é essencial para evitar o absentismo académico e para manter um ritmo de estudo regular e equilibrado.


Por último, a investigação defende que os alunos que dormem bem antes de um momento de avaliação tendem a apresentar melhores resultados do que aqueles que abdicam de horas de sono para estudar mais.


Desta forma, o sono é determinante para que o cérebro funcione melhor durante a aprendizagem e os períodos de avaliação.

A fim de melhorar a higiene do sono, várias podem ser as estratégias a adotar. Por exemplo, manter o horário de sono (horas de dormir e despertar) todos os dias, mesmo aos fins de semana, ajuda a regular o ritmo biológico do corpo e melhora a qualidade do sono.


O quarto onde dormem deve ser confortável, adequado para dormir, com pouca luz, silencioso e com uma temperatura confortável, evitando desconforto que condicione a manutenção de uma noite de sono contínua.


A limitação da exposição aos ecrãs é um procedimento determinante para uma boa noite de sono. Embora muitos jovens adotem como prática diária a utilização dos ecrãs antes de dormirem, a exposição da luz azul emitida pelas telas perturba os ritmos naturais do sono. A recorrência aos clássicos despertadores com linhas e funcionalidades atualizadas é uma ótima alternativa.


Antes de ir dormir, as crianças e os jovens devem desenvolver uma rotina relaxante, tal como ler um livro, tomar um banho morno ou adotar técnicas de relaxamento, como meditação ou respiração profunda.


Por último, mas não menos importante, as refeições pesadas, a cafeína e o álcool devem ser evitados antes de dormir pois evidentemente condicionam a qualidade do sono.


Adotar uma boa higiene do sono contribui significativamente para a obtenção do sucesso académico e melhora a qualidade de vida geral dos estudantes, permitindo-lhes aproveitar plenamente as suas experiências de aprendizagem.

 

 

17 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

O risco social do défice de comprometimento humano

Quando se fala em “défice de comprometimento humano” entende-se, de forma mais ampla, como a forma de relacionamento enfraquecida entre as pessoas em diversos contextos sociais, profissionais e ambien

Quando as crianças exigem demais delas próprias

“Perfecionismo”: característica humana, segundo a qual são estabelecidos altos padrões de desempenho, acompanhados por avaliações muito críticas e pela intransigência perante falhas ou erros; elevado

Ensinar a bondade às crianças em tempos de guerra

Em pleno século XXI, vários são os conflitos e as guerras geradores de ainda mais medo e agressividade entre nós. Estes, não se cingem aos armados, mas também aos de valores, como uma característica s

Komentar


bottom of page