top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

Agora que é adolescente não nos conta nada: desabafos paternos


Chegada a adolescência, a maioria dos jovens tende a expressar ou dialogar menos com os pais, gerando nestes, na qualidade da sua parentalidade, desconforto, inquietação e insegurança.


Particularmente nesta realidade atual, ainda é mais desafiante os pais comunicarem com os filhos, devido ao constrangimento das redes sociais.


No entanto, reiterando as palavras da Psicóloga Clínica Joana Graça, “manter segredos, mesmo daqueles de quem mais gostamos é comum, natural e muitas vezes saudável”. Nesta fase os jovens ganham consciência de que os segredos lhes permitem criar e consolidar a sua própria identidade.


Os motivos que justificam os adolescentes não dialogarem tanto com os pais são variados, desde a culpa, à vergonha, ao receio da desaprovação dos pais, ao medo ou até à insegurança ou à baixa autoestima.


Assim, por mais saudável e feliz que seja o ambiente e a dinâmica familiares, é natural que os adolescentes não partilhem tudo com os pais. O que mais importa é que não sejam ocultados segredos que comprometam o bem-estar psicológico, físico e emocional dos adolescentes (situações de abuso sexual, consumo de drogas, bullying ou perturbações do comportamento alimentar). Nestes casos particulares, ou se os pais perceberem que os filhos estão com dificuldades em partilhar os seus sentimentos, é importante abordar a situação de forma aberta e respeitosa, informal e não julgadora, mostrando interesse genuíno pelos filhos.


51 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Impacto da Violência Doméstica no Desenvolvimento Infantil

A violência doméstica pode ter impactos significativos no desenvolvimento infantil, condicionando o bem-estar pessoal da criança a curto, médio e longo prazo. A exposição frequente a episódios de conf

Como promover a felicidade nas relações familiares

A família é um lugar de apoio, orientação e acolhimento desde o primeiro momento da nossa vida e, por isso, um pilar fundamental. É na família que aprendemos a amar, a comunicar e a compreender a impo

bottom of page