top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

Como relaxar os olhos após longos períodos de tela


O uso inevitável dos ecrãs, como foi referido no artigo anterior, apresenta riscos e desvantagens. No entanto é uma realidade perante a qual ignorar não é opção.


Os especialistas consideram que podem ser adotadas algumas estratégias que ajudam a reduzir o impacto negativo do uso dos ecrãs nos olhos. Uma delas é a regra 20-20-20-20-2, apresentada em seguida:


20 – Interromper o foco no ecrã a cada 20 minutos…

20 – Olhar para o ecrã a pelo menos 6 metros de distância…

20 – Durante, pelo menos, 20 segundos.

20 – Piscar os olhos 20 vezes.



2 – Passar, pelo menos, 2 horas ao ar livre para proporcionar às crianças a oportunidade de se concentrar no que o rodeia que não apenas o ecrã.

Outras estratégias podem ser adotadas para reduzir a fadiga ocular e relaxar os olhos após longos períodos no ecrã.


1. Assegurar uma distância de, pelo menos, um braço de distância entre o rosto e o ecrã.


2. Abaixo de… O centro do ecrã deve estar cerca de 15º abaixo do nível dos olhos.


3. Utilizar uma proteção de ecrã mais embaciada para ajudar a reduzir o brilho, muitas vezes causador de cansaço visual e dores de cabeça.


4. Fazer pausas mais longas a cada duas horas de utilização do ecrã, afastando-se completamente dele.


5. “Chorar. Usar um colírio, adequado a cada um, para humedecer os olhos quando começar a senti-los irritados.


6. Iluminar o espaço com luz natural. Na impossibilidade de o fazer, certificar-se de existir luz suficiente no espaço para que o ecrã nunca fique mais brilhante do que o ambiente circundante.


7. Fazer exames oftalmológicos regulares.



Especificamente com as crianças, dado o tempo “lúdico” dedicado aos ecrãs, para além dos procedimentos acima apresentados, devem ser assegurados os seguintes procedimentos:


a. Dormir bem. Manter telefones, tablets e dispositivos fora dos quartos das crianças e limitar a sua exposição pelo menos uma hora antes de dormir.


b. Passear com as crianças. Sair sempre que puder para espaços exteriores e naturais. Quando estão ao ar livre, as crianças normalmente não ficam paradas e muitas brincadeiras ou exercícios ativos são muito importantes para a sua saúde e bem-estar geral, incluindo a visão.


c. Monitorizar o tempo no ecrã. Os pediatras recomendam não mais do que 2 horas por dia no uso do ecrã, para a maioria das crianças em idade escolar. Assim, é importante chegar a um acordo sobre quando e quais dispositivos são usados e ensinar as crianças sobre a importância de estabelecer limites e fronteiras saudáveis com o uso dos dispositivos digitais.



A maioria das famílias não conseguiria livrar-se dos ecrãs em sua casa, mesmo que assim o quisesse. Os ecrãs fazem parte da visa moderna e contornar o seu uso é complicado. Por isso, o melhor é adotar as estratégias acima propostas, contribuindo para um desenvolvimento saudável das crianças e dos adultos.


33 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

O papel da literacia financeira no desenvolvimento infantil

A incorporação de conhecimentos sólidos em Literacia Financeira (LF) é fundamental para o sucesso da Educação e para o exercício pleno da cidadania. Segundo a OCDE (Organização para a Cooperação e Des

“As máscaras que não queremos tirar”

Estamos em época carnavalesca e esta é uma fase em que também os adultos aproveitam para se fantasiar de personagens que gostavam de ter sido ou de figuras que lhes permitam ser quem naturalmente não

bottom of page