• Alexandra Gomes

Estudar nas férias escolares: sim ou não?

Chegaram as férias escolares! Ainda que este seja um tempo de descanso e lazer para os mais novos, por serem as conhecidas “férias grandes”, é relevante que, neste período, os conteúdos aprendidos ao longo do ano sejam reforçados, sob pena de serem esquecidos.


Este é um período que exige maior disciplina dos pais e das crianças, dada a ausência das aulas para motivar e porque nem todos os seus colegas estudam durante as férias.


Mesmo assim, é aconselhável dedicar um tempo das férias à realização de atividades escolares, sobretudo nas áreas em que tiveram menos facilidade.


Neste contexto, seguem algumas sugestões para que as crianças consigam rever conteúdos, sem considerar uma obrigação ou gerador de mal-estar.


1. Fazer um cronograma: planificar com a criança as áreas curriculares que vai rever e os dias em que o vai fazer. Não tem que o fazer na totalidade do período de férias. Uns optam por rever no início das férias, de modo a consolidar o que foi apreendido ao longo do ano e outros preferem estudar, um tempo antes de iniciar o novo ano letivo. Fazer um cronograma ajuda a manter definido o objetivo definido, como força motivacional.


2. Não exagerar: neste período, o estudo deve ter um ritmo mais leve, sem pressão, e assim até consolidar conhecimentos de forma mais agradável.


3. Criar uma rotina: o primeiro dia de estudo nas férias pode ser o mais difícil. No entanto, à medida que se rotiniza, vai sendo mais fácil cumprir esse objetivo. O mais fácil é estudar um pouquinho diariamente, em vez de estudar um dia completo, uma vez por semana. Determinar, por exemplo, 10 a 15 minutos de estudo por dia e os resultados são muito positivos.


4. Diversificar os conteúdos do estudo: optar, diariamente, por estudar áreas temáticas distintas. Deste modo, é mais motivador e o contacto com novos assuntos torna o estudo mais estimulante.


5. Descansar bem: férias são férias e estas representam a melhor oportunidade para descansar. Isto também pode ajudar no seu desempenho. É melhor iniciar o ano letivo descansado, mesmo que isso signifique não estudar tudo o que foi pré-estipulado.

53 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Um dos desafios dos pais é incutir na criança a organização! E é mais simples do que parece! Antes de mais: “educamos pelo que fazemos” e não tanto “pelo que dizemos”. Os pais são um espelho dos filho

Nem sempre é fácil os alunos concentrarem-se na sala de aula e, mesmo sendo bons alunos, por vezes, essas dificuldades fazem-nos sentir frustrados! Fatores como aulas mais ou menos aborrecidas, conteú

A voz é muito importante para o professor, uma vez que o professor é um profissional da voz por excelência. O professor utiliza a voz para ensinar, orientar os alunos, demonstrar atenção e carinho, e