top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

Hábitos a adotar pelos “novos” pais para manter uma vida social ativa


A chegada de um filho é um momento muito importante na vida de uma pessoa. A parentalidade tem tanto de maravilhoso como transformador, afetando várias dimensões de vida, entre elas a área social.


Muitos “novos” pais afirmam que, com a chegada dos filhos, afastaram-se dos seus amigos e inclusive do seu cônjuge. Afinal, ambos têm um objetivo comum, com responsabilidade total sobre ele: um filho.


Até agora tudo certo, mas continua a ser muito importante manter uma vida social ativa, para o próprio bem-estar emocional, para a autoestima e para a adoção de uma parentalidade positiva e saudável.


A boa notícia é que, integrando alguns hábitos na sua vida, os pais conseguem resgatar áreas importantes e manter uma vida social ativa. A Jornalista Silvia Díaz (@madreaventura), especializada em Práticas Positivas de Parentalidade e Educação Infantil, propõe algumas estratégias eficazes adotadas pelos pais, com resultados positivos:


1. Planear tempo para si próprio e os amigos. Quando são pais, os horários preenchem-se rapidamente para fazer face às necessidades dos filhos, desde muda de fraldas, noites em claro até ao alcance das atividades extracurriculares, às festas de aniversário dos amigos e às tardes no parque. No meio deste turbilhão de responsabilidades é essencial priorizar-se e delinear períodos para manter as amizades e criar/resgatar uma rede de apoio social e emocional. Os pais podem fazê-lo intencionalizando, antecipadamente, encontros para tomar café, sair, jantar ou praticar desporto juntos. É igualmente importante adotar hábitos diários de autocuidado e dedicar tempo para fazer o que mais gostam (grupos de leitura, aulas de culinária, prática desportiva, etc.).


2. Envolver-se na comunidade educativa dos filhos. Podem fazê-lo através da integração na Associação de Pais, colaborando na organização de eventos escolares ou participando em projetos de intercolaboração escola-família. Desta forma, são estabelecidas conexões significativas com os outros pais, partilhadas preocupações e interesses comuns sobre a educação dos filhos, contribuindo de forma positiva para a sua educação e o seu bem-estar.


3. Fazer amizades com outros pais. Partilhar experiências similares pode ser muito gratificante e uma forma de se obter conselhos úteis e novas oportunidades de socializar.


4. Focar-se no tempo passado com o cônjuge. A manutenção de uma relação forte e saudável entre os pais é fundamental para proporcionar um ambiente familiar emocionalmente estável e amoroso, com francos benefícios para os filhos. Os pais podem organizar uma noite por semana ou até um fim-de-semana por mês para estarem sozinhos e priorizarem a relação. Da mesma forma, é importante manter uma comunicação aberta e uma conexão emocional sólida para fortalecer a relação e contribuir para um ambiente familiar mais harmonioso.


5. Aprender a dizer “não”. É igualmente importante equilibrar as responsabilidades parentais com as necessidades pessoais e sociais. Para isso há que saber estabelecer limites claros e aprender a dizer não quando for necessário. Desta forma, existirá mais tempo para si próprios e para as suas amizades. É importante recordar que não existem mães e pais perfeitos que estão em todos os momentos e em todos os lugares!


Cuidar de si próprios e das suas relações sociais não é um ato egoísta, mas de amor próprio e benéfico para os pais e, consequentemente, para os filhos. Para isso basta fazer um pequeno esforço na reorganização da agenda e recordar que as novas amizades podem surgir nos locais mais inesperados!


Ter uma mentalidade aberta e uma atitude positiva, estar disposto a aproximar-se de outros pais e partilhar experiências é a chave para manter uma vida social ativa e saudável.

57 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page