top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

O melhor/pior amigo do Homem: o telemóvel


No caminho para o trabalho, usufruindo de 20 minutos de caminhada e observando o que se passa à minha volta, eis que me deparo com uma realidade, na qual eu própria por vezes me revejo e em nada abona a meu favor: a apropriação do telemóvel na minha vida.


A maioria das pessoas com quem me cruzei caminhavam de olhar para baixo, uns esboçando um leve sorriso, outros consternados com o que viam e outros com a apatia característica de quem vê as “últimas novidades” da vida que os outros querem que se veja.


Este é também um tipo de confinamento: embora já todos circulemos na rua, continuamos limitados na nossa própria concha, reduzindo a nossa ligação com o mundo, a um ecrã. Ora estamos em chamada telefónica, ora enviamos uma mensagem, ora ocupamos aqueles 5 minutos em que não temos nada para fazer, a ver a atualidade das redes sociais, ora tiramos uma selfie para guardar aquele momento, mas sem muitas vezes o irmos recordar. Sempre ligados!


Claro que os ecrãs vieram para ficar e têm as suas vantagens e facilidades. Mas, na realidade, se experimentássemos passar um dia sem eles, a sensação de liberdade iria ser incrível! Nós e o mundo em discurso direto! Os nossos olhos, os nossos ouvidos, o nosso nariz, a nossa pele, iriam usufruir tranquilamente de cada presente que o nosso Planeta Terra, que a escola da nossa Vida, têm desde sempre guardado para nós.


Talvez neste período de férias possamos guardar o telemóvel, mesmo que seja por um dia, e resgata esta amizade que é a vida em contexto real!!


54 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

A dificuldade em cumprir as resoluções de Ano Novo

O Ano Novo começou e com ele as inúmeras resoluções para que este ano seja “O Ano”. No entanto, ano após ano, as metas que em janeiro pareciam ter tanta força…ficam no papel. O que parece fácil no iní

A importância de ter um Propósito de Vida

O ano está a terminar e, nesta altura, a maioria das pessoas faz uma retrospetiva sobre o ano a findar, as conquistas realizadas, as perdas vivenciadas e as aprendizagens obtidas para, no final, atrib

bottom of page