top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

Quando os filhos emigram com os pais: como ajudá-los nesta mudança


Quando os filhos emigram com os pais, é essencial oferecer apoio e ajuda para que eles possam adaptar-se e desenvolver-se numa nova cultura e num ambiente diferente.


A migração pode ser uma experiência desafiante para as crianças e para os adolescentes, especialmente se não estiverem familiarizados com o idioma, a cultura e o sistema educativo do país que os recebe.


Seguem-se algumas formas de ajudar os filhos neste processo de adaptação:


1. Comunicação e apoio emocional. Manter uma comunicação aberta e honesta com os filhos sobre a mudança. Entender e validar os seus sentimentos, expressando empatia e apoio emocional durante a adaptação.


2. Educação. Facilitar a transição académica para a nova escola. Pesquisar sobre as escolas locais, atendendo às que tenham programas de apoio a estudantes internacionais; participar ativamente nas atividades escolares dos filhos.


3. Aprender o idioma. Encorajar os filhos a aprender previamente o idioma local. Inscrevê-lo em aulas ou oferecer suporte de estudo facilita a comunicação e a integração.


4. Integração social. Ajudar os filhos e envolverem-se em atividades sociais extracurriculares que lhe possam permitir fazer amizades e integrar-se na comunidade local. Podem ser desportos, clubes, grupos religiosos ou outras atividades do seu interesse.


5. Conectar-se com a cultura de origem. Manter as tradições e os valores culturais do seu país de origem é reconfortante sobretudo durante a transição. Partilhar com eles histórias, celebrações e pratos de culinária para que eles não percam totalmente a sua identidade cultural.


6. Apoiar na adaptação quotidiana. Ajudar os filhos a entender e a navegar pelos desafios do dia a dia do novo país, tal como os transportes públicos, as compras, os serviços de saúde ou outros serviços básicos.


7. Ter paciência e encorajamento. A adaptação costuma levar o seu tempo e os filhos podem passar por momentos difíceis. Mostrar paciência e encorajá-los a persistir é importante pois certamente as coisas vão melhorar.


8. Ajuda profissional. Se necessário considerar apoio psicológico para os filhos, inicialmente online com um terapeuta do país de origem.


Cada criança/jovem é único e as suas necessidades e experiências durante a mudança podem variar. Estar sempre atento, escutar e entender as preocupações dos seus filhos, adaptando as suas ações de acordo com as suas necessidades individuais é fundamental. Ao oferecer apoio, amor e orientação durante o processo de adaptação é fundamental para ajudar os filhos a tornarem-se mais resilientes e bem ajustados ao novo ambiente.


13 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

A primavera chegou! Como “viver ao sabor” da estação

A primavera chegou e com ela o sol (embora nem sempre manifestado nos últimos tempos), os dias maiores, o despertar de alguns animais e o colorido das flores. Sendo nós parte integrante da Natureza e

Comments


bottom of page