• Alexandra Gomes

O impacto do coaching nas escolas

O Coaching é uma ferramenta que ativa em cada um a definição e a consecução de objetivos e aplica-se em vários contextos, tem múltiplos destinatários e diverge em múltiplos objetivos.


Especificamente o Coaching Escolar ou Educacional, segundo a Coach EducacionalIolanda Garcia (2020), é uma ferramenta desenvolvida por um profissional habilitado para o efeito – Coach Escolar/Educacional – o qual, através da colocação de perguntas, com recurso à escuta ativa, provoca reflexões e ativa o comprometimento com a consecução de metas e objetivos.


Em contexto escolar, os destinatários – coachees – podem ser diretores, professores, alunos, pessoal não docente e educadores informais, com os quais se podem estabelecer e definir tarefas e corresponsabilizações para alcançar o sucesso no ensino-aprendizagem.


Especificamente, com os professores podem realizar-se atividades que promovam resultados positivos, promotores do sucesso de ensino e com os alunos promover habilidades pessoais como o compromisso, a autonomia, a obtenção de resultados positivos na aprendizagem.


O coaching, quando desenvolvido na escola, melhora a relação entre os elementos que nela existem, passando a conhecer-se, reconhecer-se, respeitar os próprios limites e os limites do outro. Desenvolve-se um processo de melhoria da escola, um maior comprometimento de todos no sucesso de toda a estrutura escolar e um ativador de mudanças pessoais e interpessoais.


Segundo Garcia, a partir da primeira sessão de coaching é visível a mudança comportamental dos coachee’s. Cada um assume a responsabilidade do que está a sentir e no que faz, no que deseja e no compromisso que vai assumir para alcançar o objetivo. Desta forma a mudança de atitude acontece espontaneamente e a evolução manifesta-se.


Através do Coaching a escola desperta para a realidade em que se insere, reconhece forças e habilidades, à medida que desenvolve o autocuidado, a autoconfiança e a autoestima e exerce diferentes formas de viver a educação.


Fonte: Inep - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

99 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Com a entrada no 1º ano de escolaridade é frequente ouvir comentários sobre a distração das crianças, sobretudo na sala de aula. A realidade é que, a capacidade de concentração não é espontânea; adqui

As férias estão a terminar e o regresso à escola e ao trabalho está a chegar. Regressar às rotinas, acordar cedo, cumprir horários, andar acelerado, é uma realidade pela qual quase todos passam e nem

O ruído é estimado uma das variáveis mais nefastas do ambiente e é considerado uma das principais causas das doenças socioprofissionais, provocando cerca de 70 000 acidentes de trabalho por ano[i]. Pa