top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

Crianças desafiantes, pais inquietos: o que fazer?


Lidar com crianças desafiantes pode ser uma tarefa difícil e exaustiva para os pais.  Estes enfrentam uma multiplicidade emocional perante os desafios associados, sentindo-se física e emocionalmente drenados, desgastados e sem energia.

As preocupações associadas provocam noites mal dormidas, exacerbando o cansaço e a desesperança.


Quando as estratégias comuns de parentalidade não funcionam, os pais sentem frustração, impotência, culpa e autoquestionamento sobre a sua responsabilidade pelo quadro comportamental do filho. Além disso, este quadro dificulta a sua participação em eventos sociais, levando ao isolamento e, inclusive, pode causar tensões familiares entre o casal e desânimo pela situação vivenciada.


A boa notícia é que existem várias estratégias que, adotadas de forma coerente e persistente, podem ajudar a lidar com estes comportamentos e criar um ambiente mais harmonioso em casa. Estas são:


1. Entender as causas do comportamento: observar em que situações o comportamento desafiante ocorre com mais frequência. As crianças, muitas vezes, agem de forma desafiante quando estão cansadas, com fome ou quando se sentem ignoradas.


2. Fazer por manter a tranquilidade: responder com calma e assertividade é crucial. Gritar ou manifestar irritabilidade intensifica o comportamento desafiante. Além disso, as crianças aprendem por modelagem dos adultos e estes ensinam pelo exemplo. Ao demonstrar controlo e paciência, os pais ensinam os filhos a fazer o mesmo.


3. Estabelecer regras claras e consistentes: as crianças precisam de entender quais os comportamentos aceitáveis e os que não o são. Ser claro e consistente ao definir estas regras é determinante, perante o não cumprimento das regras devem ser definidas consequências apropriadas e aplicadas de forma consistente.


4. Reforçar comportamentos positivos: elogiar e recompensar comportamentos desejados faz com que as crianças tendam a repetir esses comportamentos.


5. Criar rotinas estruturadas: assegurar uma rotina previsível ajuda as crianças a sentirem-se mais seguras e a reduzir os comportamentos desafiantes, é importante também que as crianças sejam avisadas sobre mudanças ou transições para reduzir a sua resistência às mesmas.


6. Desenvolver habilidades de comunicação: escutar as crianças, sem as interromper mostra que os pais valorizam os seus sentimentos e as suas opiniões e ensiná-las a expressar os seus sentimentos de forma adequada é fundamental.


7. Procurar apoio profissional: é uma ajuda importante para identificar causas subjacentes do comportamento a desenvolver estratégias específicas para lidar com ele.


8. Cuidar de si próprios: é importante que os pais cuidem da própria saúde mental e física. Pais tranquilos e saudáveis mais eficazmente lidam com os desafios.


É importante recordar os pais de crianças desafiantes que não estão sozinhos e procurar ajuda e apoio é um passo crucial para lidar com os desafios que enfrentam.

 

35 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page