top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

O emocionante final de um Ciclo Escolar

No final do ano letivo muitas emoções afloram nas turmas, especialmente naquelas que estão em fase de transição para um novo Ciclo Escolar. Seja do pré-escolar para o 1º Ciclo, deste para o 2º Ciclo, do 2º Ciclo para o 3º, deste Ciclo para o Ensino Secundário e da entrada para o Ensino Superior, nenhum aluno é indiferente a estas novas etapas.


Nestes Ciclos de mudança estão envolvidos emoções e sentimentos, vivenciados, quer pelos alunos, quer pelos seus educadores. Estes, são momentos que marcam uma mudança com uma ambiguidade emocional entre o medo e o desejo. Por um lado, os alunos têm o desejo de crescer, de mudar, de alcançar novos objetivos, mas, por outro lado, sentem receio do desconhecido, de perder pessoas que até aí os acompanharam, de não conseguir aprender e dos professores que irão conhecer.


Neste contexto, com a sensibilidade que tão bem o caracteriza, o Poeta Mário Quintana, na sua obra Poemas para a Infância (2005), expressa o turbilhão emocional sentido pelos alunos, protagonistas da sua própria história, aclamando, no final, a Esperança de que tudo o que vem deve ser acolhido com novos sorrisos e com vontade de superar os desafios que se encontram à espreita!


“Poema do Fim do Ano”


Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano,

Mora uma louca chamada Esperança:

E quando todas as buzinas fonfonam,

Quando todos os reco-recos matracam,

Quando tudo berra, quando tudo grita, quando tudo apita,

A louca tapa os ouvidos e atira-se e – ó miraculoso voo! –

Acorda outra vez menina, lá em baixo, na calçada.


O povo aproxima-se, aflito

E o mais velhinho curva-se e pergunta:


– Como é teu nome, menininha dos olhos verdes?

E ela então sorri a todos eles

E lhes diz, bem devagarinho, para que não esqueçam nunca:

– O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA…

59 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

A primavera chegou! Como “viver ao sabor” da estação

A primavera chegou e com ela o sol (embora nem sempre manifestado nos últimos tempos), os dias maiores, o despertar de alguns animais e o colorido das flores. Sendo nós parte integrante da Natureza e

Comments


bottom of page