• Alexandra Gomes

A Habilidade Social como Competência da Inteligência Emocional

A religiosa católica, Madre Teresa de Calcutá, afirma que “Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz”.


Esta afirmação refere-se a uma competência interpessoal, essencial da Inteligência Emocional: a Habilidade Social.


A Habilidade Social traduz-se na capacidade de ser empático, na capacidade de ler, sentir e compreender as emoções do outro e, desta forma, inspirar e interagir com o outro. Assim, o indivíduo com esta competência desenvolvida, mais facilmente tem capacidade na gestão de relacionamentos e na assunção da responsabilidade pela forma como os sentimentos com quem interage, são condicionados.


Com esta competência interpessoal – Emocional – desenvolvida, o indivíduo torna-se mais positivo, prestável e humilde; elogia genuinamente, tem mais aptidão em respeitar o outro e lida mais facilmente com as diferenças.

45 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Aceitar as emoções

Quantas expressões cercam a criança, o jovem, o adulto, numa tentativa de reprimir as suas emoções mais dolorosas? “Os soldados não choram…” “Quero dizer-lhe o quanto a amo, mas não o faço…” “Não chor

Mudar é possível: quais os passos seguintes?

Para uma mudança pessoal de sucesso, não basta uma intenção ou deixar de lutar contra si próprio. Claro que, como foi referido no artigo anterior, antes de qualquer mudança, é necessário que sejam dad