• Alexandra Gomes

Como lidar com a ansiedade num final de ano letivo

A ansiedade é um estado de preocupação intenso e duradouro com algo que possa vir a acontecer. No final do ano letivo, a preocupação, transversal à maioria dos alunos, é o seu desempenho académico nos testes e exames. É geral a sensação de medo de não conseguir gerir o tempo entre os exames ou de não estar preparado para ser avaliado.


Nestas alturas, é importante que os alunos saibam que possuem recursos que podem utilizar, sempre que sintam que a sua ansiedade está a sair do seu controlo.


A Psicóloga Tânia Carvalho propõe algumas dicas que ajudam a lidar melhor com a ansiedade.


1. Praticar exercícios de respiração. A respiração é um recurso muito importante que permite a conexão entre o corpo e a mente, promovendo o bem-estar interior. Respirar corretamente, de forma lenta e profunda, aumenta os níveis de oxigénio no corpo e no cérebro, ajudando a regular os níveis de stresse e ansiedade. Para isso pode ser utilizada a técnica “4-4-8”: inspirar durante 4 segundos, suster a respiração por 4 segundos e expirar no dobro do tempo da inspiração, 8 segundos. Repetir o exercício pelo menos por 5 ciclos respiratórios ou até se sentir mais tranquilo.


2. Praticar exercícios de Mindfulness. O foco no futuro traz medo, insegurança e falta de controlo; o foco no passado acarreta angústia e tristeza. Por isso é importante focar-se no “aqui e agora”, através da realização de atividades de consciência plena, que colocam ao serviço os 5 sentidos, as sensações que deles derivam.


3. Focar-se no que se consegue controlar. Usualmente a ansiedade deriva do que não se consegue controlar. Então é mais profícuo focar-se no que depende do próprio, do que está no seu controlo e alcance ou do que é da sua responsabilidade. O que não for, é deixá-lo ir.


4. Fazer o que se gosta. Seja uma atividade, um desporto ou arte, tudo o que proporcione momentos de bem-estar é válido para retirar o foco dos pensamentos negativos e ansiogénicos.


5. Escrever num diário tudo o que sente ou pensa. Neste registo incluem-se os objetivos, as ideias, os sonhos, as inquietações, os medos e o que de positivo aconteceu nesse dia. Esta atividade promove o autoconhecimento e uma maior reflexão interior.


Embora estas estratégias se apliquem aos alunos que se encontram numa fase tão desafiante como a atual, também são válidas para todos os que se sentem ansiosos e stressados, ao longo do seu dia a dia. Basta começar!





42 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Os conhecidos “Quadros de Honra” fazem parte dos desafios das escolas e das inquietações das famílias há já algum tempo. O seu objetivo passa por serem um reforço positivo para a obtenção de boas clas

Chumbar ainda significa falhar, errar ou fracassar. E estes sinónimos representam os receios dos pais que, para os reduzir, elogiam os filhos, pelos seus resultados. Por sua vez, os filhos tendem a se