• Alexandra Gomes

Como subir os degraus da inteligência (Parte I)

Atualizado: Mar 18

Como foi apresentado no último artigo, cada um é o responsável pela elevação diária dos degraus da sua inteligência, sendo este construto, uma habilidade que pode ser melhorada. Em resposta às questões “Como aprender a ser mais inteligente?” e “Como subir um degrau de inteligência, diariamente?”, seguem algumas dicas do pedagogo Pierluigi Piazzi (2009), divididas em duas partes, que contribuem para o estudante ter o tão esperado sucesso académico.


1º Quando estudar

As disciplinas estudadas devem ser as do próprio dia, com recurso a papel e lápis. Caso contrário, esses conteúdos, que apenas se encontram armazenados no sistema límbico, após ½ hora de sono, são perdidos. O princípio básico é “aula dada, aula estudada…hoje”.


2º Melhor ferramenta de estudo

Lápis/esferográfica e papel. Ao invés de escrever no computador, em que a memória é a do próprio, a melhor forma para trabalhar a memória é escrevendo manuscritamente.


3º Tempo necessário para o estudo diário

Entre 4 e 5 horas. Estudar bem não é estudar muito.

Nessas 4-5 horas, o estudo de ½ hora deve ser intercalado com 10 minutos de intervalo.

Mais do que isso sobrecarrega a informação a apreender, compreender e memorizar.


4º Fases do estudo

Inicialmente os conteúdos devem ser lidos, preferencialmente em voz alta, e na segunda fase devem ser realizados resumos, recorrendo à Técnica Manuscrita.


Estes são os primeiros passos a adotar pelo estudante na obtenção de um percurso académico de sucesso.


Referência bibliográfica:

Piazzi, P. (Prof. Pier). (2009). Ensinando a Inteligência. (2ª ed). São Paulo: Editora Aleph


49 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

A Infância e a Neuroplasticidade no seu melhor

É nos primeiros anos de vida da criança, que os adultos, entusiasticamente, percecionam a sua velocidade de aprendizagem. Trata-se de Neuroplasticidade! Nos primeiros anos de vida da criança, o seu cé

Autonomia e proatividade no processo de aprendizagem

O processo de ensino aprendizagem tem sido um desafio para os professores. Os alunos estão mais desafiantes, menos resignados, mais inquietos, mais enérgicos e a sua motivação requer maior criatividad