• Alexandra Gomes

Crianças motivadas no regresso às aulas

O ano letivo está à porta e com ele o adeus às férias, o deitar mais tarde, o despertar mais cedo, pela vontade enorme em brincar, o estar atento nas aulas, o (re)conhecer o(s) professore(s), o menor número de passeios, substituído pelas múltiplas demandas familiares, enfim… Tudo são motivos pouco motivantes para recomeçar um novo ano com todo o entusiasmo.

Para os pais, o recomeço com novas rotinas também não é fácil, por isso, com algumas dicas e boa vontade, este pode ser um bom recomeço para crianças e adultos.

  1. Conhecer a nova escola. Este ponto aplica-se, sobretudo às crianças que vão iniciar um ciclo escolar, sobretudo o 1º ano de escolaridade. É importante que, antecipadamente, mesmo com as restrições sanitárias atuais, a criança conheça o local onde vai passar a maior parte do próximo ano. Mesmo “vendo de fora”, pode, com a criança, descobrir pormenores na escola que até então tinham passado despercebidos e assim familiarizarem-se com esse novo espaço.

  2. Permitir que a criança escolha o seu material escolar. Um passo de grande entusiasmo para as crianças é a aquisição do material escolar. Mesmo com cuidados na expansão do investimento realizado, as crianças devem ter uma palavra na escolha do seu material escolar. Desta forma, ao identificarem-se com o material, mais o querem utilizar e melhor cuidarão dele.

  3. Organizarem em conjunto o espaço de estudo, ao gosto da criança. É neste local que a criança vai fazer os trabalhos de casa, estudar e preparar os afazeres que deve para a escola, por isso é muito importante que este seja um espaço arrumado, confortável, iluminado e, principalmente, decorado ao gosto dele.

  4. Personalizar o calendário letivo/aquisição de uma agenda escolar. A elaboração de um calendário letivo personalizado ou a aquisição de uma agenda escolar, ajustada à sua idade, pode motivar a criança para ser organizada, apontando datas importantes (testes, avaliações, visitas de estudo, feriados, interrupções letivas, aniversários…) e escrevendo alguns desabafos do dia a dia escolar. Sendo uma ferramenta ou um documento atrativo, mais facilmente a criança será motivada a apontar tudo o que necessita.

  5. Valorizar as pequenas conquistas. Assim que começar a escola, deve ser reservado, diariamente, um tempo para ouvir as pequenas conquistas e as novas aprendizagens da criança e partilhar com a mesma, as próprias conquistas de um dia de trabalho, funcionando como um modelo que, tal como a criança, está a recomeçar um novo ciclo de trabalho. Desta forma, a mesma, sentindo-se importante na vida dos pais, continuará motivada a dar o seu melhor e a fazer um bom trabalho.

  6. Praticar uma atividade extracurricular. É muito importante, a criança, para além do tempo letivo, ter uma atividade extracurricular, preferencialmente desportiva. Esta pode ser através da escola ou de entidades exteriores. Mas atenção! É igualmente importante o espaço vazio, o aprender do fazer nada a fazer algo, por isso, há que refrear a imensidão de atividades extracurriculares que a criança frequenta. No final, importa que esta goste dessa atividade pois assim sentir-se-á motivada e feliz para ir, após um desafiante dia de aulas.


43 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Dicas para a promoção da autoestima infantil

A autoestima é uma qualidade do Ser Humano com muito impacto na forma como este se sente e relaciona com os outros. Por ser tão importante ter essa qualidade consolidada, é um dever dos pais/educadore

“Educar o Pensamento”, segundo Javier Urrai

O Psicólogo e Pedagogo, Javier Urra, na sua obra, “O Pequeno Ditador” (2007), refere a importância da capacidade das crianças em manusear os próprios pensamentos. Segundo o autor, ao serem incapazes d