• Alexandra Gomes

Decisão vocacional dos filhos: o grande desafio dos pais

Desde tenra idade é importante que cada um tenha definido o foco na sua vida. Este pressuposto leva os pais a questionarem sobre qual o caminho que os seus filhos devem seguir.


Os pais dão o seu melhor para eles e por eles, querem que tomem as decisões mais acertadas, adotem as melhores atitudes e construam as ferramentas mais eficazes para enfrentar os desafios que vão encontrando na sua vida.


Esta postura assenta em pensamentos cuidados, experiências vividas e emoções sentidas ao longo da vida, o que lhes permite acreditar que estão na posição mais favorável para determinar o que é melhor para os seus filhos. Nalgumas situações, esta atitude resulta, mas noutras os resultados são menos favoráveis e assiste-se a um conflito de ideias, a uma dualidade de linguagens e a uma incompreensão entre pais e filhos.


Se a decisão vocacional dos pais foi feita em conformidade com os seus sentimentos da altura, teve o apoio dos pais e são pessoas felizes e realizadas, é natural que tenham a mesma postura para com os seus filhos. Se, por outro lado, a sua decisão foi condicionada e não teve alternativas, sentindo-se como os que têm a solução para o futuro do filho, correm o risco de entrar em divergência com os objetivos, as expectativas, os gostos e o ponto de vista deles.


O grande desafio para esta divergência passa pela (re)definição de objetivos e pelo desenvolvimento de estratégias eficazes para a obtenção de melhores resultados. Porém, este trata-se de um desafio que traz consigo receio, ansiedade e incertezas.

Independentemente da maior ou menor convergência de pontos de vista entre os pais e os filhos, a insegurança e a ansiedade sentidas é comum a todos os pais.

125 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Dicas para a promoção da autoestima infantil

A autoestima é uma qualidade do Ser Humano com muito impacto na forma como este se sente e relaciona com os outros. Por ser tão importante ter essa qualidade consolidada, é um dever dos pais/educadore

“Educar o Pensamento”, segundo Javier Urrai

O Psicólogo e Pedagogo, Javier Urra, na sua obra, “O Pequeno Ditador” (2007), refere a importância da capacidade das crianças em manusear os próprios pensamentos. Segundo o autor, ao serem incapazes d

Tem mais de 4 anos e gagueja?

A gaguez caracteriza-se como uma perturbação ao nível da fluência da fala que afeta a eficácia da comunicação, interferindo emocionalmente na pessoa que gagueja e na sua interação comunicativa. Poderá