• Alexandra Gomes

“Educar o Pensamento”, segundo Javier Urrai

O Psicólogo e Pedagogo, Javier Urra, na sua obra, “O Pequeno Ditador” (2007), refere a importância da capacidade das crianças em manusear os próprios pensamentos.


Segundo o autor, ao serem incapazes de controlar os seus pensamentos, as crianças apresentam dificuldades de concentração, perdem-se em fantasias e acreditam que conseguem tudo o que desejam só porque sim. Como resultado, sentem-se incapazes de eliminar ideias obsessivas, não superam memórias dolorosas e traumáticas, desvalorizam-se e tornam-se autopunitivas, ao emitirem mensagens negativas a si próprias.


Uma vez que “os pensamentos condicionam as emoções e os sentimentos” (p.123), estes são um bom meio para se desenvolver uma atitude otimista e um nível elevado de Inteligência Emocional.


Emoções como inveja, rancor, mágoa e ansiedade são geradas a partir das comparações entre crianças, do discurso ofensivo e da sentida incapacidade de não conseguirem. Assim, é fundamental ensinar a criança a alterar o curso dos seus pensamentos, transformando-os em pensamentos positivos.


Javier Urra exalta que Frases como “Não consigo”, “Sou muito nervoso”, “É difícil”, devem ser reestruturadas através do pensamento crítico e positivo que “não se ofende, que sorri, que inocula esperança e gratidão”, pela capacidade inata em conhecer o mundo!

52 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Com a entrada no 1º ano de escolaridade é frequente ouvir comentários sobre a distração das crianças, sobretudo na sala de aula. A realidade é que, a capacidade de concentração não é espontânea; adqui

As férias estão a terminar e o regresso à escola e ao trabalho está a chegar. Regressar às rotinas, acordar cedo, cumprir horários, andar acelerado, é uma realidade pela qual quase todos passam e nem

O ruído é estimado uma das variáveis mais nefastas do ambiente e é considerado uma das principais causas das doenças socioprofissionais, provocando cerca de 70 000 acidentes de trabalho por ano[i]. Pa