top of page
  • Foto do escritorAlexandra Gomes

Os diferentes estadios de Natal

A época Natalícia é uma data muito especial, aguardada por muitas pessoas. Nesta época a azáfama de cumprir várias tradições, desde a decoração da casa, a compra dos presentes, os jantares de Natal e a planificação da Ceia são motivos que fazem com que o mês de dezembro seja vivido com ansiedade.


A ansiedade natalícia é um estado emocional com vivências duais. Por um lado, gera entusiasmo e vontade de fazer muito, aproveitando cada minuto que passa. Por outro pode causar stresse e tensão pela quantidade de coisas a fazer ser inversamente proporcional ao tempo disponível para isso.


Por estes motivos, as pessoas costumam vivenciar diferentes emoções no Natal, que variam positiva e negativamente, traduzidas em 5 estádios emocionais.


1. Antecipação: denominado como “modo pré-natal”, caracterizado por gerar sentimentos de tensão e ansiedade, expressos na realização dos embrulhos de última hora, da estadia em grandes filas nas lojas, no envio das mensagens de Natal, entre outros. Para tentar minimizar a ansiedade, porque não realizar atividades que não estejam diretamente ligadas com o Natal? Por exemplo ver um filme em família, cuidar de si próprio…. Embora possa parecer um desafio impossível de alcançar, nada como tentar.


2. Excitação. Chegada a véspera de Natal, as expectativas são elevadas e o entusiasmo inebriante! O sentimento de excitação está presente em todos os cantos e só se quer que esse dia demore a passar, mas ainda passa mais rápido que os dias anteriores. Uma forma de tornar este dia ainda mais especial é praticar a gratidão, ajudando a vivê-lo de forma ainda mais presente.


3. Satisfação. Esta é uma emoção vivida quando todas as pessoas estão satisfeitas, à mesa de Natal a usufruir desta noite e do dia de Natal. É o momento em que se olha à volta e se percebe que tudo correu bem e é possível relaxar e usufruir.


4. Exaustão. Logo a seguir a esta euforia, a exaustão começa a aparecer. Regressa-se a casa, os convidados foram embora, o cansaço aparece e a sensação de que se comeu demais torna-se presente. Nesta altura, o coração começa a ficar mais apertado, é o regresso à realidade, aos dias frios de inverno e ao fim da magia.


5. Depressão. Geralmente aparece no dia 26 de dezembro e sob a forma de um misto de emoções. É como se o espírito de Natal fosse embora sem se despedir e com ele a alegria de tudo o que o caracteriza. Começa a surgir o sentimento de nostalgia e a perceber que é hora de regressar às rotinas. O Natal passou tão rápido e ficou a sensação de que não se aproveitou como se devia.


Mas este ano pode ser diferente, substituindo-se estes pensamentos por outros positivos e aproveitar o fim de ano para refletir no que foi vivido e sonhar com o que está para vir.

53 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Como ajudar os jovens a lidar com a frustração

Quando os jovens se sentem frustrados é crucial entender a fonte da frustração e ajudá-los a desenvolver mecanismos saudáveis para lidar com ela. Várias são as situações que podem causar frustração no

Comments


bottom of page