• Pedro Botelho

Que Alimentos Fermentados Consumir?

Atualizado: 1 de mar. de 2021

Iogurte - É um alimento muito rico em probióticos, tendo a grande vantagem de estar bastante implementado nos hábitos diários dos consumidores.


Os iogurtes fornecem bactérias benéficas para o intestino. No entanto, o facto de serem feitos na maioria das vezes com leite pasteurizado, poderá fazer diminuir a quantidade das ditas bactérias, sendo preferível optar por produtos com probióticos adicionados, caso haja sugestão médica para consumir produtos ricos nestas bactérias, de forma a garantir que se está a consumir as bactérias benéficas que irão melhorar a saúde digestiva.


Kombucha - É como se fosse um chá fermentado, que devido a esse processo fermentativo contém as bactérias benéficas que atuam como probióticos no intestino. A evidência mostrou que o Kombucha tem também propriedades antimicrobianas, sendo eficaz no combate à E. coli. A capacidade de matar microrganismos nocivos, especialmente no intestino, ajuda o sistema digestivo funcionar mais regularmente e evitar sintomas de inflamação relacionados com infeções intestinais como diarreia, gases ou inchaço. Consuma este produto como uma bebida fria.


Kefir – É conhecido pelas suas propriedades e poderosos benefícios para o sistema digestivo. Kefir é uma bebida fermentada a partir dos laticínios, sendo normalmente feita com leite de vaca ou leite de cabra. O grande benefício resulta do facto de serem adicionados ao leite os grãos de kefir, que através do processo fermentativo produzem ácido láctico e leveduras ao longo de 24 horas. Uma vez completo o processo fermentativo, o produto resultante terá uma consistência do tipo iogurte e um sabor azedo, com elevada quantidade de probióticos e seus consequentes benefícios. Contém diferentes estirpes de leveduras e bactérias, aumentando assim o seu espetro de ação antibacteriana e promoção da boa flora intestinal através do crescimento de bactérias benéficas. Faça um batido com kefir e verá que é muito agradável.


40 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

“A educação financeira é um elemento fundamental na educação”. Quem o diz são os autores da obra literária, intitulada “Educação Financeira na Escola” (Ed. Paco & Littera). Conceitos como “endividamen

Não são poucos as crianças e os jovens que manifestam dificuldade em fazer amigos. Algo que deveria ser espontâneo e que, para alguns, é tão natural, para outros torna-se uma tarefa hercúlea e inibido

Chegou o verão! Com ele chegaram as férias escolares, os dias longos, as noites quentes, o simplesmente estar e o descansar de um ano com resquícios pandémicos! Passados 2 longos anos, ainda que o vír