• Alexandra Gomes

Sobreviver em tempo de férias

As férias estão aí! É tempo de descansar, criar, fazer o que havia para fazer, usufruir dos dias longos de verão e… sobreviver às férias com as crianças, 24h por dia!!


O que é uma época tão esperada durante o ano, logo passa a uma época agitada, inquietante, stressante, polvilhada com um ou outro conflito, sobretudo entre irmãos.


Para sobreviver a este tempo que se avizinha e para que os conflitos entre irmãos não coloquem em causa “o merecido descanso”, ficam algumas dicas que favorecem todos e cada um!


Mix de planeamento e improviso


Férias que são férias, para que sejam bem aproveitadas, merecem alguma preparação, para que, assim, todos cooperem, conversem e envolvam as crianças na organização. Desde onde ir, até com quem ir e o que levar. Desta forma todos se sentem integrados e ninguém reclama pela exclusão sentida. Quando não corre como planeado, há que gerir expectativas e improvisar, dando nota da importância do sentido de humor e da aventura nestas alturas!


Vivam os jogos de tabuleiro


Esta é uma excelente oportunidade para deixar de lado os ecrãs e dar uso aos saudosos jogos de tabuleiro, atividades ao ar livre, jogos nas viagens de carro e os “desentediantes” jogos nas toalhas de papel das mesas dos restaurantes! Envolver os mais novos nas escolhas dos jogos a levar e aproveitar os jogos para recordar o prazer do ganhar e a virtude do saber perder!


E.U.: Especial e Único


Cada um, na sua especificidade, é único. É importante tirar um tempo para passar com cada um, numa atividade que queiram fazer sozinhos. Esta pode ser uma boa oportunidade de partilha única com cada um dos filhos!


Antecipar situações de conflito

Com a “convivência” começam a ser conhecidos os sinais que ativam uma briga entre irmãos. Nada como antecipar essas situações e pré-estabelecer regras e limites, com a determinação de consequências bem claras para o não cumprimento dessas regras. Assim…não dizem que não foram avisados!


Trabalhar a Inteligência Emocional

As férias são uma boa oportunidade para promover nas crianças, competências como a empatia, a gentileza e a criatividade na resolução de problemas. Também é importante comunicar que são sempre responsáveis pelas escolhas que fazem em brigar ou bater, podendo optar por se afastarem ou chamarem um adulto para ajudar a resolver o conflito.


Criar memórias felizes e registar esses momentos


Que delicioso é depois de passados, reviver os agradáveis momentos e partilhadas as histórias que os abrilhantaram. Rir de quando riram e ansiar pelas próximas férias, junto dos seus irmãos!


Fonte: Como sobreviver às férias com irmãos Como sobreviver às férias com irmãos (uptokids.pt)




39 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

É transversal à maioria dos pais, a preocupação pelo futuro dos filhos, em detrimento da criação de bases do dia a dia. Verifica-se uma diretriz parental que defende que os filhos só devem obedecer, p

O autocontrolo emocional e comportamental, como foi referido num artigo anterior[i], é uma das premissas básicas para um desenvolvimento emocional equilibrado. Crianças com reduzido autocontrolo emoci

É do conhecimento comum que a forma como os pais educam e perspetivam os filhos influencia o tipo de adultos em que se tornam. Os filhos, enquanto crianças, absorvem tudo o que os pais falam, como se