• Alexandra Gomes

Tratado do Perdão com o Coração

Ser mãe é um desafio diário!


O que parece difícil quando é um bebé pequenino, não se torna mais fácil à medida que ele cresce.


Mais do que seres pequeninos, os nossos filhos são o nosso reflexo, são o nosso coração, que nós gerámos e que algures no tempo saiu do nosso corpo.


Os nossos filhos são o “nosso fluxo sanguíneo, o nosso ar… são os nossos sonhos e esperanças”. Pelos nossos filhos levantamo-nos da cama nos dias mais sombrios e são eles que os tornam mais luminosos.


Com os nossos filhos partilhamos a nossa essência, o nosso ritmo cardíaco e a nossa razão.


À medida que eles crescem é nosso dever deixá-los numa escola, com “mais não sei quantos miúdos”, sob a supervisão de pessoas com formação em educação infantil.


Mas quando os deixamos, fica com eles uma parte de nós…


Nos instantes seguintes o coração aperta, a respiração é mais difícil e a lágrima aparece… E aí o ar pesa.


Mas, ao fim do dia, quando nos reencontramos, temos e recebemos o abraço que tudo cura e o beijo que tudo consola.

Ser mãe é ter as palavras que ajudam qualquer momento.


Ser mãe é ceder a todos os caprichos e deixar ser tudo o que os filhos são.


Ser mãe é perdoar com o Coração!

92 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Três “Presentes” dos pais para os filhos

Os pais, com todo o Amor que sentem pelos filhos, garantem que estes tenham acesso a tudo aquilo que precisam para estarem felizes e terem um desenvolvimento saudável. O desafio surge quando, o que ac