• Alexandra Gomes

Mudar é possível: como começar?

A mudança é um objetivo comum a todos os seres: todos queremos ser um pouco melhores e mais felizes. Contudo, ao longo desse processo surgem obstáculos de natureza emocional.


A mudança de hábitos é desafiante, geradora de conflitos interiores que, na maioria das vezes, conduzem ao fracasso da mudança.


Então, segundo a psicóloga Adriana Vieira (2014), há pequenos passos que ajudam a superar esses conflitos interiores e deixar de lutar contra si próprio. Estes passos são:


- Aceitar-se como é;


- Não colocar restrições…afinal, “o que resiste persiste” (ex., “não posso fazer isto”…);

- Introduzir novos hábitos, realizando pequenas ações e premiando-se por elas, independentemente da sua maior ou menor complexidade;


- Aperceber-se que repetiu um hábito antigo não é motivo para a autopunição mas a oportunidade para, com mais determinação, voltar ao plano de mudança.


Estes são os primeiros passos para se iniciar um processo de mudança pessoal e eliminar, assim, o conflito interior.

230 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Dicas para a promoção da autoestima infantil

A autoestima é uma qualidade do Ser Humano com muito impacto na forma como este se sente e relaciona com os outros. Por ser tão importante ter essa qualidade consolidada, é um dever dos pais/educadore

“Educar o Pensamento”, segundo Javier Urrai

O Psicólogo e Pedagogo, Javier Urra, na sua obra, “O Pequeno Ditador” (2007), refere a importância da capacidade das crianças em manusear os próprios pensamentos. Segundo o autor, ao serem incapazes d

Tem mais de 4 anos e gagueja?

A gaguez caracteriza-se como uma perturbação ao nível da fluência da fala que afeta a eficácia da comunicação, interferindo emocionalmente na pessoa que gagueja e na sua interação comunicativa. Poderá