• Alexandra Gomes

Mudar é possível: como começar?

A mudança é um objetivo comum a todos os seres: todos queremos ser um pouco melhores e mais felizes. Contudo, ao longo desse processo surgem obstáculos de natureza emocional.


A mudança de hábitos é desafiante, geradora de conflitos interiores que, na maioria das vezes, conduzem ao fracasso da mudança.


Então, segundo a psicóloga Adriana Vieira (2014), há pequenos passos que ajudam a superar esses conflitos interiores e deixar de lutar contra si próprio. Estes passos são:


- Aceitar-se como é;


- Não colocar restrições…afinal, “o que resiste persiste” (ex., “não posso fazer isto”…);

- Introduzir novos hábitos, realizando pequenas ações e premiando-se por elas, independentemente da sua maior ou menor complexidade;


- Aperceber-se que repetiu um hábito antigo não é motivo para a autopunição mas a oportunidade para, com mais determinação, voltar ao plano de mudança.


Estes são os primeiros passos para se iniciar um processo de mudança pessoal e eliminar, assim, o conflito interior.

230 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

A felicidade de ter um filho e o desejo que ele cresça e seja feliz é grandioso e sem limites. O amor é incondicional e o medo que algo de mal lhe aconteça é diretamente proporcional. As emoções sobre

Com a azáfama do dia a dia, o tempo torna-se um valor escasso. E esta escassez é sentida no cuidado próprio e no cuidado com os outros. Especificamente com os pais, mesmo cumprindo o “transporte” dos

O Bullying continua a estar presente nas escolas e parece mais forte e imprevisível. São cada vez mais as ações de sensibilização, as diretrizes de atuação e os manifestos da comunidade. O texto que s