top of page
  • Pedro Botelho

O Perigo das Bebidas com Açúcar - Parte 2

Como foi explicado no último texto, existem evidências mais do que suficientes para relacionar o consumo de bebidas com adição de açúcar e o aumento de peso, sobrepeso e obesidade em crianças e adultos, especialmente quando são consumidas frequentemente ou em grandes quantidades, devido ao consumo calórico excessivo quando comparado com o dispêndio energético de cada um.


Por outro lado, existe também evidência de que o aumento da gordura corporal está correlacionado com a existência de muitas patologias oncológicas: boca, faringe e laringe, esófago (adenocarcinoma), estômago (cardia), pâncreas, vesícula biliar, fígado, cólon e reto, mama (pós-menopausa), ovários, endométrio, próstata (avançado) e rins.

Assim, para manter a hidratação adequada, o ideal será beber água ou bebidas sem açúcar, como chá ou café sem adição de açúcar.


Os sumos de fruta não devem ser consumidos em grande quantidade, porque mesmo não tendo açúcar adicionado, poderão promover o aumento de peso da mesma forma do que os refrigerantes ou bebidas com açúcar adicionado.


Outra questão importante, será realçar o facto de que não existe evidência que sugira que as bebidas artificialmente adoçadas e com pouco calóricas, tais como refrigerantes sem açúcar, sejam uma causa de cancro, sendo também inconsistente que estas bebidas promovam o evitar do ganho de peso, pelo que a evidência disponível é insuficiente para que se possa recomendar as bebidas artificialmente adoçadas.

48 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

“A educação financeira é um elemento fundamental na educação”. Quem o diz são os autores da obra literária, intitulada “Educação Financeira na Escola” (Ed. Paco & Littera). Conceitos como “endividamen

Não são poucos as crianças e os jovens que manifestam dificuldade em fazer amigos. Algo que deveria ser espontâneo e que, para alguns, é tão natural, para outros torna-se uma tarefa hercúlea e inibido

Chegou o verão! Com ele chegaram as férias escolares, os dias longos, as noites quentes, o simplesmente estar e o descansar de um ano com resquícios pandémicos! Passados 2 longos anos, ainda que o vír

bottom of page